Sinais explícitos da Volta de Jesus.Pra muitos situações normais e pra nós um ALERTA!

Estamos vivendo nos últimos dias da graça, os últimos dias da igreja na terra. Quando começou exatamente os últimos dias? “Havendo Deus antigamente falado muitas vezes, e de muitas maneiras, aos pais, pelos profetas, a nós falou-nos nestes últimos dias pelo Filho” (Hb 1.1). Há mais de dois mil anos pelo menos, começou os últimos dias.

Em S. Mateus 24, Jesus cita sinais da eminência da sua volta. Os discípulos estavam admirados com a estrutura e beleza do templo construído por Herodes, e pediram também a admiração de Jesus, porém, ele lhes disse: “Não vedes tudo isto? Em verdade vos digo que não ficará aqui pedra sobre pedra que não seja derribada” (Mt 24.2).

Os discípulos preocupados interrogaram Jesus sobre este fato. Fizeram três perguntas seguidas: “E, estando assentado no monte das Oliveiras, chegaram-se a ele os seus discípulos, em particular, dizendo:

Primeira pergunta: “Dize-nos quando serão essas coisas”?

Segunda pergunta: “e que sinal haverá da tua vinda”?

Terceira pergunta: “e do fim do mundo”?

Em todo o capítulo 24, Jesus respondeu a três perguntas deles. A primeira dizia respeito à destruição do templo, que não vamos entrar em detalhes aqui. Na segunda pergunta, ele delineia os sinais que os discípulos pediram como sinal da sua volta. “Guerras e de rumores de guerras, nação contra nação, e reino contra reino, e haverá fomes, e pestes, e terremotos, em vários lugares, surgirão muitos falsos profetas, E, por se multiplicar a iniqüidade, o amor de muitos esfriará”.



No vídeo acima extraído do you tube, vemos exatamente isto acontecendo. Os sinais estão explícitos, Breve Jesus voltará. Estamos na eminência da volta de Jesus, nos últimos momentos da igreja na terra. O que choca e deixa intrigado, é o sono de muitos na igreja, que não estão atentando para estes sinais, e vivem hoje como se Cristo voltasse ano que vem. “E, por se multiplicar a iniqüidade, o amor de muitos esfriará” (Mt 24.12).

Alguns anos atrás, qualquer mensagem sobre o arrebatamento, causava temor, arrependimento, perdão… O Clima na igreja era de quebrantamento, o Espírito Santo pairava sobre a igreja, e saíamos renovados. Hoje que os sinais estão mais explícitos, muito não tem mais sensibilidade para o Espírito. Aliás, nem ouvimos mais mensagens sobre o arrebatamento, não dá ibope, não gera dinheiro nem popularidade, o “fogo” não cai na igreja. O que estão em vigência hoje são as mensagens de auto-ajuda, prosperidade, triunfalismo e outros disparates.

Parece que não estamos nem pensando na volta de Jesus, vivemos, planejamos, projetamos nossa vida como se Jesus nem viessem mais. A correria dos tempos atuais deixa-nos a interrogar: “Onde está a promessa da sua vinda? Porque desde que os pais dormiram todas as coisas permanecem como desde o princípio da criação”. (2Pe 3,4)

Precisamos estar atentos e preparados, para qualquer momento sermos raptados. Meu objetivo com este texto simples e sucinto, não é trazer minúcias da escatologia, mais apenas fazer com que as pessoas que o lerem, pensem na volta ed Jesus, analisem as profecias, estudem a Bíblia, divulguem a volta de Jesus, e estejam preparados para subir. “Por isso, estai vós apercebidos também; porque o Filho do homem há de vir à hora em que não penseis” (Mt 24.44).

1 comentários:

foi o Pára-RAIOS ou PR q convidou...


Deus os abençoe - Liziane - Assembléia de Deus em Mossoro

19 de outubro de 2010 07:28 comment-delete