Quem inventou o sexo?


Deus inventou o sexo. Gênesis 1:28 diz: “Deus os (Adão e Eva) abençoou e disse: Sede fecundos, multiplicai-vos, enchei a terra … “ Nós conhecemos outra maneira, naquela época, de multiplicação da nossa espécie sem ser através do sexo? Não. Então, Deus abençoou o homem e a mulher com uma benção: sexo.

Logo depois da euforia do homem em conhecer a mulher, Deus deixou bem claro a maneira como o sexo deveria ser praticado. A Bíblia nos diz em Gênesis 2:24: “Por essa razão, o homem deixará pai e mãe e se unirá à sua mulher, e eles se tornarão uma só carne.”

O interessante é que naquela época, não havia pai nem mãe, mas Deus estava estabelecendo um princípio para a humanidade, a vontade Dele para a família:

•primeiro o homem deixa pai e mãe, sai de casa, torna-se uma pessoa responsável por si, adulta;

•depois o homem uni-se à sua mulher, forma-se uma nova casa (casamento = família);

•e no final de tudo, torna-se uma só carne com ela.

Princípio na Bíblia é uma lei estabelecida por Deus, que quando quebrado, gera conseqüências. A sociedade tem feito exatamente o contrário: uma só carne primeiro, por isso tem sofrido as conseqüências de raramente deixar pai e mãe (maturidade) para se ter compromisso de unir-se à sua mulher.
Sexo não é pecado.
Foi Deus quem criou o sexo e não Satanás. Criou não somente para procriação, mas para ser algo prazeroso na vida conjugal, portanto o sexo em si é uma grande benção. Quando duas pessoas seguem a orientação (princípio) de Deus para o sexo descrito na parte anterior, não há pecado. O pecado original foi a desobediência a uma ordem de Deus. Deus havia dito em Gênesis 2:16,17: “Coma livremente de qualquer árvore do jardim, mas não coma da árvore do conhecimento do bem e do mal, porque no dia em que dela comer, certamente você morrerá.”

Portanto Deus criou o sexo para ser praticado no casamento, fora dele é pecado.
Quando o sexo torna-se pecado?
“O casamento deve ser honrado (venerado = muito respeitado) por todos; o leito conjugal, conservado puro; pois Deus julgará os imorais (PORNEIA) e os adúlteros.” (Hebreus 13:4)
O sexo torna-se pecado quando há adultério (do dicionário: união sexual entre pessoas já ligadas a outrem pelo vínculo matrimonial) ou imoralidade (do grego PORNEIA). Parte da Bíblia foi escrita no grego e a palavra PORNEIA, em destaque no versículo anterior, aparece várias vezes. PORNEIA significa relação sexual entre pessoas solteiras, falsa união sexual. Essa palavra grega deu origem às palavras pornografia e pornô em português. Quando a Bíblia foi traduzida, a palavra PORNEIA foi substituída por fornicação, imoralidade sexual, impureza, relações sexuais ilícitas. Assim, todas as vezes que no original grego aparecer a palavra PORNEIA, vou destacá-la para você.
Ilícito, pelo dicionário, quer dizer ilegal ou impróprio. Hoje, a sociedade considera legal algumas práticas que Deus condena. É comum ouvirmos: “As preferências sexuais é uma questão particular, nós temos que reconhecer essas preferências aprendendo a respeitar as diferenças de cada um.” Isso implica que os valores morais dependem agora da vontade de cada um. Se for bom para você, se te faz feliz, tudo bem, não é ilegal, impróprio ou ilícito. Esse pensamento vai contra a Palavra de Deus e traz dúvida ao nosso coração, de maneira sutil, se os mandamentos do Senhor realmente sabem o que é melhor para mim. Essa é a estratégia de Satanás, lançar dúvida à Palavra de Deus.
Satanás chega a Eva com a astúcia da dúvida, descrita em Gênesis 3:1 – 4: “Foi isso mesmo que Deus disse: ‘Não comam de nenhum fruto das árvores do jardim’?” Respondeu a mulher à serpente: “Podemos comer do fruto das árvores do jardim, mas Deus disse: ‘Não comam do fruto da árvore que está no meio do jardim, nem toquem nele (exagero criado pela mulher!); do contrário vocês morrerão’ ”. Disse a serpente à mulher: “Certamente não morrerão! Deus sabe que, no dia em que dele comerem, seus olhos se abrirão, e vocês, como Deus (coloca no coração da mulher a sua própria vontade de ser como Deus), serão conhecedores do bem e do mal”.
Continua...
Créditos: Pr. Richarde e Priscila Guerra

Leia mais em: www.galeraradical.com

0 comentários: