PULSEIRAS DO SEXO: É CORRETO UM CRISTÃO USÁ-LAS?

Iniciou-se entre os adolescentes da Inglaterra e aos poucos se espalhou por vários países do mundo, inclusive o Brasil. Trata-se das shag bands ou sex bracelets (pulseiras do sexo). Virou moda.

O que começou apenas como uma simples brincadeira de criança tornou-se um jogo perigoso, barra pesada. Chamado de snap game (traduzindo para o português seria algo como ‘jogo de arrancar’), consiste no seguinte: a adolescente oferece o braço para o rapaz. Se ele conseguir partir sua pulseira, ela terá de se submeter à prática sexual correspondente à cor da pulseira arrancada.

Com relação ao significado das cores a cor roxa corresponde a um beijo de língua; a rosa, mostrar o peito ou sexo oral a ser praticado pelo rapaz; a laranja, mordida sexual; a amarela a um abraço; amarelo com glitter, um beijo e um abraço; a verde, chupões no pescoço; a branca é a menina que escolhe o que quer fazer; a vermelha significa dança erótica; a roxa, mostrar os seios; a azul, sexo oral a ser praticado pela menina; a preta, fazer sexo e a dourada, fazer todos os atos mencionados anteriormente.

A polêmica está formada, ainda mais tendo em vista que as tais pulseirinhas devido à sua conotação sexual foram proibidas em algumas escolas em vários países. Alguns especialistas, como psicólogos e educadores, pensam que não há problema nenhum nos adolescentes usarem as pulseiras, pois acreditam que dificilmente o tal jogo levará um jovem às últimas conseqüências. Acham que se trata mesmo apenas de uma brincadeira. Pensam que o uso das pulseiras, com o jogo a elas relacionado, apenas levará os jovens a falar mais a respeito de sexo e que proibir as pulseiras tornará o jogo ainda mais interessante. Crêem que se trata de um modismo que logo passará.

Grande parte dos próprios adolescentes pensa não ter nada demais no uso das pulseiras, afirmando ser apenas um adereço, sem conotação sexual. Mas, sendo realistas, será que adolescentes, sem grande experiência de vida, podem realmente ter noção cabal do que está envolvido em tal modismo?

Vi uma entrevista de uma psicóloga na televisão na qual ela mencionou um fato esquecido por alguns pais e educadores. O uso das pulseiras do sexo pode sinalizar para eventuais pedófilos que aquela criança ou adolescente está suscetível às suas investidas. Assim, arriscaria expor seu filho ou filha à sanha voluptuosa de algum pedófilo? Evidentemente que não! Neste caso é bem apropriado o alerta bíblico: “O homem de bom senso percebe os perigos que tem pela frente e se defende; as pessoas ingênuas avançam às cegas e sofrem as conseqüências” (Pv 22:3)

Como cristãos, nós e nossos filhos nos guiamos pelos princípios bíblicos no tocante à moralidade sexual. É de nosso conhecimento que a Palavra de Deus, a Bíblia, desaprova a conduta imoral, seja ela carícias intimas entre pessoas não casadas ente si, seja o ato sexual propriamente dito. O texto de 1 Co 6:9-10 diz: “Vocês sabem que os maus não terão parte no Reino de Deus. Não se enganem, pois os imorais, os que adoram ídolos, os adúlteros, os homossexuais... não terão parte no Reino de Deus” (NTLH).

Mesmo que a intenção pessoal do jovem que usa as tais pulseiras não seja de participar de algum jogo sexual, seria apropriado para ele como cristão, identificar-se com uma atividade associada a pessoas imorais? Usar um símbolo que o conecta a um jogo sexual imoral?

Creio que a resposta deve ser óbvia. Não é para menos que determinadas autoridades escolares tenham proibido o uso das pulseiras do sexo em suas instituições de ensino. Aos olhos deles, não parecia ser meramente uma brincadeira inocente.

Oportuno o lembrete de 2 Co 6:14-16: “... que tem o povo de Deus em comum com o povo do pecado? Como pode a luz conviver com as trevas? E que harmonia pode haver entre Cristo e o diabo? Como pode um cristão ser companheiro de alguém que não crê?”. Não dá para mesclar uma conduta pautada por princípios morais cristãos com um modo de vida imoral, adotado por aqueles que não seguem a Cristo.

Não se tratam de simples pulseiras. A conotação sexual dada a elas pode colocar o jovem cristão sob forte pressão para praticar a imoralidade sexual, talvez até iniciar-se sexualmente de modo precoce ou mesmo tornar-se vítima de exploradores sexuais.

A decisão final caberá aos pais. Mas estes devem levar em conta todos os fatores que já foram descritos até aqui e tomar uma decisão que os deixe com a consciência tranqüila e vise à proteção física e espiritual de seus filhos.

Autor: Benjamim Tercio de Araujo. ©2010.
Textos bíblicos extraídos de “A Bíblia Viva” da Editora Mundo Cristão, a menos que haja outra indicação.
NTLH = Nova Tradução na Linguagem de Hoje, da Sociedade Bíblica do Brasil.

FONTE:http://mente-de-cristo.blogspot.com/2010/01/as-pulseiras-do-sexo-e-correto-um.html

6 comentários:

Nao sei pra que essa besteira toda!
isso e uma puseira normal no meu ponto de vista, eu tenho e uso, agoora o povo crioou essa historia de sexo nao tem nada haver... nao e obrigado usar e fazer ... eu uso pq acho lindos as cores ^^

Maguela
7 de abril de 2010 11:25 comment-delete

Acho correto os pais proibirem seus filhos de usar certas coisas, mais nao vejo nada de mais nas pulseiras, apesar de ser alertante falar aos jovens seu verdadeiro significado, pois a maioria nem imagina o porque da pulseira.
Simbolismo a parte, e so mais um adorno.

DanielHenrique
7 de abril de 2010 11:58 comment-delete

A questão não é a pulseira, mas o que ela representa (na minha opinião, a falta de algo mais importante a fazer na vida...rs).As pessoas se ocupam em tudo menos em pensar em Deus.
A meu ver...essas pulseirinhas "isso não nem assunto!"

MAS... "tudo o que é: verdadeiro, honesto, justo, puro, amável, de boa fama, se há alguma virtude, e se há algum louvor, nisso pensai" (Fp 4.8 - trecho reduzido).

Karol
7 de abril de 2010 12:07 comment-delete

Como disse o meu presbítero na doutrina: Essa é uma "bem quentinha" vinda direto do inferno!! Pois é meus irmão, mais uma q o inimigo tenta nos enganar como: "ah num tem nada a ver!", " que q tem!". Mas q não venhamos nos deixar levar por essa nova onda...
Que Deus nos ilumine cada dia mais, e que venhamos ser sempre sal e luz na terra, fazendo a diferença até nas mínimas coisas!!
abrçO

7 de abril de 2010 12:18 comment-delete

A nossa vida é feita de escolhas e no bom proveito das circustâncias que denigrem a educação e bons costumes, estamos se afastando do que Deus estima que é uma vida santa. Por isso é de extrema importância que os pais vigiem e proibam os seus filhos de usarem essas abominações.

7 de abril de 2010 12:29 comment-delete

pra inicio, as pulseiras foram criadas na inglaterra, mas só tem significados, NAS FESTAS DA PULSEIRA... sendo assim, é um acessório especial de uma festa que ocorre por la...

Cristão que lê e crê na bíblia não as usa no intuito de fazer valer as regras do jogo inglês.

7 de abril de 2010 14:42 comment-delete